A Rede Social

Títilo Original: The Social Network

Gênero: Biografia, drama

Origem: EUA

Direção: David Fincher

Elenco: Jesse Eisenberg, Andrew Garfield, Justin Timberlake

Ano: 2013

Um projeto de jovens universitários que ganha o mundo e conquista bilhões de pessoas. Esse é o Facebook, que além de uma das principais ferramentas on-line do planeta, também se tornou um grande empreendimento, criado por Mark Zuckerberg com apoio de colegas da universidade de Harvard, uma das mais tradicionais dos Estados Unidos e do mundo. Apesar do sucesso da empreitada, o caminho não foi fácil. E isso é retratado em "A Rede Social", filme de David Fincher com grande atuação de Jesse Eisenberg, que vive o protagonista.
Baseado na história real e no livro "Bilionários por acaso", o filme chegou aos cinemas sob o seguinte slogan: "você não consegue fazer 500 milhões de amigos sem fazer alguns inimigos". Os tais 500 milhões de amigos eram os usuários do Facebook à época. Os inimigos foram aqueles que viram em Zuckerberg uma ameaça ou acabaram, de certo modo, passados para trás por ele na trajetória para estabelecimento do Facebook como empresa. O filme, por isso, traz boas lições de empreendedorismo. Entre elas, mostra como não fazer algumas coisas, incluindo relações pessoais.
Entre os tais inimigos estão os gêmeos Cameron e Tyler Winklevoss. A dupla, extremamente popular entre os colegas de Harvard, procurou Zuckerberg com o objetivo de trabalharem juntos para criação de uma ferramenta que, segundo eles, inspirou o Facebook. A parceria não funcionou, e os irmãos acabaram por receber uma indenização milionária anos depois. Outra relação conturbada foi a estabelecida com o brasileiro Eduardo Saverin. Principal parceiro nos primeiros anos do Facebook, ele acabou brigado com Zuckerberg, e a relação também foi parar nos tribunais.
Mas o filme não mostra apenas a parte difícil do negócio de Zuckerberg. É possível aprender, também, com a determinação e a obstinação demonstradas pelo protagonista e por sua equipe. Sem ceder a ofertas aparentemente tentadoras, mas pouco promissoras, ele faz com que a empresa cresça e ganhe corpo. E com fôlego e espaço para crescer ainda mais.
 

Data da publicação: 14/08/2014