A importância da visão global para os profissionais

Os profissionais das mais diversas áreas, incluindo a de seguros, devem ter preocupação com a visão global. Não devem ficar restritos apenas à sua área de atuação: precisam buscar as novidades do mercado em todo o mundo.

 

A consultora de carreiras Sueli Aznar, da Right Management, afirma que atualmente essa característica é requisitada por todas as empresas que estão avaliando ou contratando profissionais. O profissional precisa entender as coisas que o cercam de forma ampla.

 

“A visão global ou visão sistêmica significa ter atenção para mais de um elemento, não apenas causa e efeito. É preciso ver as várias influências que o ambiente profissional sofre, as influências que o mercado sofre. Deve configurar os elementos em um só entendimento, fazer uma síntese do que está vendo. O exercício é olhar o todo e trazer soluções para uma pequena parte, o mercado, a área onde está. É uma coisa aprendida a partir da vivência profissional, com a vontade de conhecer mais e pensar fora da caixa”, pontua Sueli.

 

Segundo a consultora, o conhecimento teórico também é importante para entender melhor a visão global. Desde o Ensino Fundamental, quando estudamos geografia, passando por estudos de economia, por exemplo, estamos criando base para entender a visão global. Isso por que também é importante entender o que se passa fora do país.

 

“Essa visão do que vem de fora o profissional consegue de duas formas. Uma delas, claro, é vivendo no exterior, e quem tem essa oportunidade não deve perdê-la. Mas também é possível fazer isso se informando, mesmo sem ir lá para fora. Uma pessoa ligada às mudanças do mercado entende como pode interferir nos processos, relacionamentos e comportamentos. É também um profissional que não é especialista em um único aspecto do ambiente dele, é alguém que procura ter uma visão ampla dos vários segmentos”, explica.

 

Sueli afirma, ainda, que é preciso saber se comunicar para transmitir os conhecimentos e entendimentos que busca ao adotar essa visão global. Atualmente, os mais jovens conseguem lidar melhor com esse processo, especialmente pela forma como se relacionam com as novas tecnologias que facilitam a globalização como um todo.

 

“A empresa precisa assimilar e gerar competência a partir de seus profissionais. Isso quer dizer que é preciso aprender a partir do que eles têm a oferecer, mas também dar a eles mais conhecimento. E o profissional deve ter entendimento semelhante. Assimilar e gerar competência é o papel da pessoa inteligente, e isso só é possível com visão global”, conclui.

 

Sueli Aznar é consultora de carreiras na Right Management.

 

 

 

 

Data da publicação: 23/09/2015